Previc: fundos de pensão têm déficit de R$ 15,958 bilhões no 3º tri

SÃO PAULO – Os fundos de pensão tiveram um resultado agregado – somatório do superávit com o déficit acumulado – negativo de R$ 15,958 bilhões no terceiro trimestre, de acordo com dados da Superintendência de Previdência Complementar (Previc). Houve melhora na comparação com o segundo trimestre, quando o déficit foi de R$ 28,906 bilhões.

Segundo a Previc, a redução no déficit decorreu principalmente da valorização dos ativos financeiros de renda variável e da recuperação gradual da atividade econômica. Considerando apenas as fundações que apresentaram déficit no terceiro trimestre, o valor foi de R$ 38,652 bilhões, ante saldo negativo de R$48,655 bilhões no segundo trimestre. As instituições com superávit somaram R$ 22,693 bilhões.

Do total de R$ 835,373 bilhões em investimentos do setor, 65,92% estão em fundos de investimento; 17,80% em títulos públicos; 7,34% em ações; 3,83% em investimentos imobiliários; 2,50% em empréstimos e financiamentos; e 2,16% em créditos privados e depósitos. Os 0,45% restantes estão aplicados em “outros realizáveis”, depósitos judiciais/recursais e derivativos.

O número de planos soma 1.131, sendo 39,34% de contribuição definida, 31,88% de contribuição variável e 28,78% de benefício definido. Com o resultado melhor no terceiro trimestre, os ativos totais do setor subiram para R$ 873,464 bilhões em setembro, de R$ 847,500 bilhões em junho.

Fonte: Valor Econômico