Associadas à FenaSaúde somaram, em junho, 37,3% dos beneficiários da Saúde Suplementar, expansão de 5,1% em relação ao mesmo período em 2013

fenasaudeMercado manteve ritmo de crescimento e, para entidade, deve fechar 2014 em alta de 3%
As 26 operadoras associadas à Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde) totalizaram 26,9 milhões de beneficiários de planos médicos e exclusivamente odontológicos em junho deste ano, um aumento de 5,1% em relação ao mesmo mês de 2013. As afiliadas são responsáveis pela cobertura de 37,3% dos assistidos pela Saúde Suplementar, representando 2% do total de operadoras ativas no mercado.
Dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) referentes a junho apontam que o número de beneficiários dos planos de assistência médica de operadoras do mercado cresceu 3,7% em relação ao mesmo período de 2013, no total de 50,9 milhões de brasileiros cobertos pelo setor privado de saúde. Na avaliação da entidade, o crescimento está dentro do esperado para o segmento, que deve fechar o ano com expansão próxima de 3%.
Nos últimos 12 meses terminados em junho de 2014, o setor de Saúde Suplementar absorveu 3,5 milhões de beneficiários – 1,8 milhões nos planos de assistência médica e 1,6 milhões nos exclusivamente odontológicos, superando 72 milhões de beneficiários. O levantamento mostra, ainda, ritmos de crescimento para os planos exclusivamente odontológicos, com expansão do número de beneficiários em 8,4% na comparação com o mesmo período de 2013, somando 21,1 milhões de pessoas.
“Este crescimento do número de beneficiários da Saúde Suplementar está relacionado à maior competição por mão de obra, o que faz com que pequenas e médias empresas passem a oferecer este tipo de benefício como forma de retenção de seus colaboradores”, explica Marcio Coriolano, presidente da FenaSaúde. De acordo com o Guia Salarial 2013, parceria da consultoria Hays com o Instituto Insper, 94,5% dos empregadores consideram os benefícios não salariais uma ferramenta importante para o recrutamento e a retenção de profissionais.
A análise da FenaSaúde aponta que as seguradoras especializadas em saúde lideraram o crescimento do mercado de planos de assistência médica, com incremento de 7,4% em junho de 2014 em relação ao mesmo período do ano anterior. Cooperativas médicas cresceram 4,6% e medicinas de grupo, 3,9%. Desde junho de 2011, as seguradoras são a modalidade de operadoras que mais avança no mercado de Saúde Suplementar.
A contratação de planos médicos individuais aumentou 2,66% em relação a junho de 2013 – a maior expansão para este tipo de plano registrada desde 2011. O número de beneficiários deste tipo de contratação é de 10,2 milhões nos planos médicos, 19,8% do total de vidas do mercado de Saúde Suplementar.